"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas"A-Antoine de Saint-Exupéry
Exupéry

domingo, 9 de março de 2008

Pela valorização da mulher Brasileira- Blogagem coletiva

Bem, antes tarde do que nunca não é? Estou aqui escrevendo para contribuir com a ótima idéia da Meire e da Lys em discutir esse assunto, que a meu ver é muito delicado. Falar de mulher aqui no Brasil.... O que eu posso dizer, é que a mulher conseguiu sua posição na sociedade, seu reconhecimento como trabalhadora, como cidadã, que antigamente não existia. Apesar de dizerem que ainda há uma certa diferença em cargos entre mulheres e homens, e de salários também, eu que tá avançando. Eu, pelo menos como servidora pública, não vejo diferença de salários, só se isso acontecer em empresas particulares. A mulher para mim é uma heroína, porque nos dias de hoje consegue ser e fazer várias coisas ao mesmo tempo: dona de casa, mãe, esposa, e está atuando no mercado de trabalho e estudando em Universidades.

Cada vez mais as mulheres estão no mercado de trabalho que se diz ser masculino, exemplos disso são as procuras como na engenharia civil, informática, até para dirigir ônibus e caminhões, a mulherada está. Verdadeiras vitórias!
MAs é claro, que existem ainda aqueles homens que ficam falando gracinhas (tipo, vai lavar roupa, pilotar fugão!), pq acham que a mulher está ocupando seu lugar no mercado de trabalho, competindo com ele e por vezes sendo até mais competente. Isso deve ser constrangedor para quem está só fazendo seu trabalho, ouvir brincadeiras sem graças, sorrisinhos e até abusos etc. MAs as mulheres são de fibra, não se abatem fácil, e continuam lá firmes e fortes!

Outro assunto importante, que eu acho para se tratar, é a popularidade da mulher brasileira lá fora. Essa história que a brasileira é só bunda e peito, que só serve como objeto sexual para os estrangeiros virem aqui e se aproveitar no "turismo sexual", é uma coisa que machuca a moral de qualquer brasileira que se prese. E quando eu digo que se prese, é que se dê o valor, o respeito. Pq nós somos esteriotipadas assim? Olha o carnaval que tem todos os anos, e mostra com a maior naturalidade mulher de peito e bunda de fora! É uma verdadeira vitrine para o mundo. E pelo que os mais velhos me dizem, antigamente as mulheres tinham mais roupas no carnaval, e com o tempo foi diminuindo. O turismo sexual tb incentiva os turistas a acharem que toda mulher é igual, tá lá para "servir". Tem uma praia aqui na cidade, que é conhecida, e cheia de gringos. A prostituição é grande também. Se você, mulher, estiver passando lá de dia ou de noite, pode ser confundida pelos gringos por uma prostituta, eles se insinuam para você como se tivessem afim de um programa! Absurdo, mas acontece... Isso já aconteceu com uma amiga minha que mora perto da praia, e ela me disse que ficou muito decepcionada. Deixou até de frequentar a praia. Isso é um absurdo! Só acabando com o turismo sexual é que poderemos dizer que isso não possa mais acontecer lá na praia e em outros lugares.

Quanto as brasileiras que viajam para Europa, como a Meire falou no blog dela, e ter que dar satisfação de com quem tá casando, para quê está indo, acontece na Europa e acho que em todos os países desenvolvidos que tenham medo da prostituição aumentar com os estrangeiros, ou até medo de estrangeiros tirarem o trabalho de quem mora no país, caso acho dos EUA. Agora, concordo com a Meire, não se pode generalizar, se a pessoa está indo realmente para se divertir, estudar, ou até mesmo casar, mas que realmente ama o estrangeiro, e não quer somente para ter nacionalidade estrangeira, vocês estrangeiros, por favor não tratem elas mal. Aliás, tratem muito bem a mulher brasileira, porque ela é lutadora, trabalha e educa muito bem seus filhos. E com certeza vai fazer do outro país, seu segundo país, sua segunda língua mãe, e vai fazer tudo para se adaptar a cultura daquele país e brigar pelos direitos da sociedade a qual ela foi inserida.

Agora o meu calcanhar de aquiles, violência contra a mulher. Sinceramente não acho que essa Lei Maria da Penha, vá fazer diferença em proteger a mulher. Ela vai no máximo prender o agressor por alguns dias e depois mandá-lo embora, do mesmo jeito ou pior do que ele entrou, com mais raiva, com mais motivo de bater e querer até matar a mulher que o deixou lá. Sabe porque? Porque nossas detenções estão super lotadas. Porque para o governo, o agressor só bateu uma vez e vai aprender a lição vendo o sol nascer quadrado por alguns dias. Porque o governo acha que tem casos mais sérios para prender e deixar preso por anos do que esses casos. POr isso eu NÃO ACREDITO NESSA LEI! Só vou acreditar quando disserem que a mulher que foi agredida e mandou o homem para prisão for totalmente resguardada, com identidade falsa, lugar novo, casa nova, vida nova. MAs num país que é difícil ter casa própria, que a mulher com poucos recursos tem que trabalhar em dobro para ter seu terreninho, e construir sua casinha, o governo não vai dar casa nem identidade falsa porr... nenhuma! Vai dizer: "vá para casa senhora, que seu marido está preso e ele não vai te machucar". Ele volta e termina o serviço. POrque vocês acham que a mulher ainda tem medo de denunciar? Eu espero que um dia tudo isso melhore. Que a sociedade faça sua parte, e exija dos governantes os direitos que nós temos, para que esses direitos sejam cumpridos com rigor.

Uma amiga foi asssassinada pelo marido final do ano passado. Ele tá preso mas ainda não foi julgado. Quantos anos vocês acham que esse ANIMAL vai ficar na cadeia? Eu digo que no máximo um terço da pena. Infelizmente não podemos manter um animal preso a vida toda, sao 30 anos no máximo. E se for bem comportado sai antes. Esse cachorro vai procurar os filhos depois dos 10 anos de prisão, vocês acham que os filhos estão seguros com essa lei? NÃO! A sociedade que conhece essa história é que pode proteger eles, na cidadezinha onde vivem. Nunca fui de querer mal a um ser humano, mas espero que se esse ANIMAl procurar os filhos, seja é LINXADO, do jeito ou PIOR do que foi um dia antes de matar minha amiga MAria! Se ele tivesse sido morto no linxamento, minha amiga MAria estaria viva. Não tenho certeza se ela tivesse denunciado ele antes para a polícia, na última violência que levou antes de morrer, ela estaria viva, porque ele mesmo disse, que se ela o denunciasse, esperava que fosse uma cadeia bem longa para ele.. Ou seja, ameaçou -a de morte. E ela com medo não denunciou ele, só pedio para ele ir embora. O dissimulado pedio uma semana para conseguir um dinheiro e ir embora, e matou-a no dia seguinte quando ela estava indo para escola, estudar para ser alguém na vida e dá exemplo para os filhos de 8 e 9 anos de que o estudo é importante, esteja em que idade estiver... Hoje Maria não está mais entre nós, mas confio que com o tempo que esteve aqui para os filhos, que era só neles que ela pensava, formou o cárater deles, para serem pessoas de bem, lutadores como ela, e que dão importância para os estudos!

Quantas Marias existem aí no mundo a mercêr de animais como esse!?? Quantas devem ainda sofrer e serem mortas para que a sociedade veja que essa violência contra mulher é crônica, é algo que não se cura. Que tem mesmo que educar os meninos para um dia serem homens de bem, cuidar para que sua educação também não seja marcada por violênca, para que quando homem ele não cometa as mesmas barbaridades que um dia seu pai assim o fez com sua mãe. Até lá, que cuidem dos presos para serem produtivos na cadeia, mas só serem soltos com o acompanhamento e aval de um psiquiatra, psicologo, sei la. Quando o homem tiver medo de bater em uma mulher, que tem constituição física menor que o homem, mas que muitas vezes pode se defender de uns murros se esse homem não for covarde e bater por trás, aí sim vou dizer que a Lei Maria da Penha tá funcionando! Até lá, para mim é enfeite! NÃO FUNCIONA para os casos sérios de violência contra a mulher. Pode ate funcionar para casos que o homem nunca bateu, e quando bateu pela primeira vez foi preso, mas para aquele que tem o hábito de bater, que acha que a mulher é seu objeto particular, não adianta, pq quando ele sair, vai com certeza bater e matar ela!

Finalizo com uma reza para todas as Marias que sofrem ou sofreram de violência doméstica, e que são lutadoras, com o único e exclusivo objetivo que é dar uma vida descente e melhor para ela e para os filhos :


Ave-Maria, cheia de graça!
O Senhor é convosco

Bendita sois vóis entre as mulheres

E Bendito é o Fruto do vosso ventre,

Jesus

Santa Maria Mãe de Deus,
Rogai por nós os pecadores

Agora e na hora de nossa morte.

Amém

6 comentários:

Scliar disse...

Ingrid: você pegou tres pontos muito importantes. Mas o depoimento deste assassinato é emblemático. E vocIe tem toda razão: com a Lei Maria da Penha, as denúncias DIMINUIRAM. O motivo é o que você pontou: medo de o hoem se torne mais violento depois, medo, também, de perder o sustento (emocional ou financeiro - coisa complexa). De qualquer forma, acho que apesar de tudo devemos batalhar pela Lei e para que as pessoas percam este medo. Seu relato, seu grito vale como alerta. E assim vamos mudando um pouco este mundo. Parabéns! Bzus, bom inicio de semana!

Meire disse...

Eu nao coneço bem a lei Maria da Penha, nao posso opinar, mas sem bem como é a justiça no Brasil...portanto...
Vc fez uma excelente blogagem Ingrid.

brigada pela aprticipaçao.
Bjs

meire

universodesconexo disse...

Sem duvida meu anjo ! O importante eh falar da mulher independente do dia ! E eu estou aqui para te ouvir.

Fico feliz que voce nao sofra diferenciacao no seu trabalho amiga. O mesmo acontece comigo, na astronomia tamebm nao ha disso, mas lembre-se que somos uma minoria privilegiada e essa eh a realidade da grande maioria das mulheres do nosso pais. E somos de fibra porque precisamos ser, mas seria otimo poder relaxar um pouco nao eh mesmo amiga ?

Quanto a popularida da mulher brasileria amiga, essa eh de doer mesmo. Agora tambem que temos que entender que as maiores vitimas do turismo sexual sao criancas e adolescentes que sao coagidas e obrigadas a exercer a funcao pelos pais ou responsaveis. Outra coisa, muitas das mulheres que vem do Brasil e se prostituiram aqui na Europa foram trazidas com a esperanca de empregos decentes ou estudo, conhecido como trafico de mulheres.

A lei Maria da Penha acho definitivamente um grande avanco contra a violencia domestica. Melhor isso do que a impunidade que tinhamos antes, portanto, na minha opiniao, nota 1000 para a lei !

beijocas amiga e tenha uma otima semana, e mais uma vez, obrigada por sua participacao,

Lys

Lara Lírica disse...

Ingrid, valorizar a mulher é tarefa diária, temos sempre uma batalha a ser conquistada, seja pessoal, profissional ou como cidadãs. A Lei Maria da Penha é um grande avanço.

Um grande abraço.

Ronald disse...

Na certa, necessitamos todos nós de muita reza mas, neste momento, desejo uma feliz páscoa...

Bjs

Naldy disse...

OI querida, vim aqui para dar um beijo e desejar uma PASCOA super, super feliz para você e todos os seus!